Você está mastigando corretamente?

0
453

A mastigação é uma habilidade natural do ser humano, porém precisa ser aprendida para garantir não só uma boa digestão como também para preservar a saúde e a longevidade dos próprios dentes. Primeiramente, iremos entender como funciona todo o processo de mastigação:

-Os dentes incisivos (da frente), são responsáveis por cortar a comida, o que corresponde à menor porção do processo mastigatório;
-Os dentes pré-molares são responsáveis por triturar a comida, formando partes menores para facilitar a digestão, o que corresponde à maior parte da mastigação;
-Os dentes molares (do fundo) são responsáveis por tornar essas partes ainda menores.
-A saliva é a facilitadora de todo esse processo, e ajuda a formar o bolo alimentar.
-A língua ajuda a lateralizar os alimentos.
-A mandíbula precisa ter um movimento vertical e circular e a mastigação deve ser de forma alternada: ora de um lado ora de outro, não se deve mastigar só de um lado o tempo todo.

Durante o processo de mastigação, a Articulação Temporomandibular (ATM) está em funcionamento, por isso sofre consequências quando é executado de maneira incorreta. Se uma pessoa mastiga incorretamente constantemente, ela pode desenvolver a Disfunção de ATM, que causa problemas como estalos e dores na articulação, dores de cabeça, de ouvido entre outros.

Mastigar de maneira incorreta também prejudica a digestão dos alimentos gerando sensação de peso no estômago, dores abdominais, enjoos, entre outros.

Existem vários motivos que levam à mastigação incorreta: correria do dia-a-dia, estresse, má oclusão, mordida cruzada, sensibilidade, obturação desgastada, distúrbios na Articulação Temporomandibular (ATM), fraqueza dos músculos responsáveis pela mastigação, alterações morfológicas como cicatrizes nos lábios entre outros. Além disso, alterações respiratórias como rinite e desvio de septo, que causam obstrução da respiração nasal e exigem a respiração pela boca, também podem provocar a má mastigação.

Uma consulta ao dentista é importantíssima para identificar possíveis problemas na mordida, alterações que podem estar influenciando negativamente na mastigação ou, até mesmo, sinais nos dentes e nas estruturas bucais de que a mastigação não está sendo feita corretamente. Essa é só mais uma razão para manter em dia o calendário de visitas ao dentista.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here