Você conhece alguém com mau hálito?

0
333
portrait of young pretty woman doing a censure gesture

Em 22 de Setembro é comemorado o Dia Nacional do Combate ao Mau Hálito (halitose).  Ainda existem muitos mitos e tabus em relação a este problema que atinge 40% da população brasileira.

Um dos maiores mitos é de que o mau hálito vem do estômago. RARAMENTE É PROBLEMA DE ESTÔMAGO. Segundo pesquisas feitas no Brasil pela ABHA (Associação Brasileira de Halitose) constatou-se que este MITO existe entre muitos profissionais da área de saúde, o que confunde ainda mais a população.

São conhecidas hoje mais de 60 causas para o mau hálito, mais 90% das causas têm sua origem na boca. Sendo assim, o primeiro profissional que deve ser procurado é um dentista capacitado para esse tipo de tratamento. Muitas vezes, o tratamento é multidisciplinar. O mau hálito não é uma doença e sim um sinal de que algo está errado no organismo.

Quase todo mundo tem um amigo, colega de trabalho ou um vizinho com mau hálito. Quem tem mau hálito costuma sofrer toda sorte de embaraços, da discriminação no trabalho, a problemas sérios nas relações afetivas e sociais, afetando sua segurança e autoestima.

Normalmente quem tem halitose crônica não percebe o problema devido à fadiga olfatória. É como aquela pessoa que pinta a sua casa e depois de alguns dias já não sente mais o cheiro e quando chega o vizinho a primeira coisa que ele pergunta: Você pintou sua casa?. Daí a importância de  parentes e amigos alertarem caso percebam alguém próximo com esse problema. Caso você não tenha como falar com essa pessoa, a ABHA criou uma saída para esse dilema: você acessa o site da associação e procura o SOS Mau hálito. A Associação se encarrega de enviar um e-mail ou uma carta para o portador da halitose. A mensagem não identifica o remetente, diz que um “amigo” pediu que eles entrassem no circuito para avisar que existe solução para o problema, explicando e indicando especialistas no assunto. Maravilha, não?

E se você quer saber se você tem mau hálito, pergunte a alguém próximo se já sentiu alguma alteração no seu hálito, olhe sua língua no espelho e veja se ela está esbranquiçada e procure um dentista especializado em halitose.

As causas mais frequentes são problemas na salivação (tanto na qualidade quanto na quantidade), cáries, problemas de gengiva, próteses mal adaptadas e saburra lingual.

Para evitar o mau hálito, beba bastante água, visite o dentista regularmente, use diariamente o fio dental, escove os dentes 3x ao dia e use um limpador de língua. Xô mau hálito!!!

cristiane

Graduada em Odontologia em 1988 pela Universidade de São Paulo,
Dra. Cristiane Tavares é Clinica Geral e
Presidente da Associação dos Voluntários do Sorriso (www.voluntariosdosorriso.org.br)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here