ODONTOLOGIA DO ESPORTE: Uma nova especialidade no Brasil

0
168

A 28° edição na era moderna dos Jogos Olímpicos foi realizada pela primeira vez na América do Sul e o Brasil foi o palco e berço para mais de 200 países, 10.500 atletas e 42 modalidades. Mais de 1 bilhão de espectadores acompanharam as competições em todo o mundo. Com todos os holofotes voltados para o esporte, surge uma dúvida: todos sabem que os cuidados com a saúde bucal são de extrema importância. Mas e os atletas? Será que existe um protocolo especifico para eles?

 

 

Em novembro de 2015, o Conselho Federal de Odontologia (CFO) reconheceu por meio da Resolução CFO 160/2015 a Odontologia do Esporte como especialidade. “Somos um país com tradição em várias modalidades esportivas, e a prática da Odontologia do Esporte, tem muito à contribuir com a saúde de nossos atletas, em todos os níveis”, afirma a Dra. Neide Pena Coto, presidente da Câmara Técnica de Odontologia do Esporte do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) e Coordenadora do Laboratório de Pesquisa em Odontologia do Esporte e Biomecânica da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (USP).

crazy man boxing

 

A especialidade abre um novo campo de trabalho para o profissional cirurgião-dentista, estimula pesquisas e novos conhecimentos a respeito da interferência da saúde bucal na vida do atleta, em sua saúde geral e consequentemente em seu desempenho físico.  Neide conta, que o organismo do paciente/atleta apresenta uma dinâmica diferente, desde as consequências de uma infecção proveniente de bactérias orais até o risco de provocar doping por meio de prescrições equivocadas.

A revista  + Sorrisos Dental Gutierre conversou com o Dr. Eli Namba, Doutor e Mestre em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), Especialista em Medicina e Ciências do Esporte pela Universidade Positivo do Paraná, presidente da Comissão de Odontologia do Esporte do Conselho Regional de Odontologia do Parará (CROPR) e vice-presidente da Academia Brasileira de Odontologia do Esporte (ABROE). Além, disso, ele foi coator do livro: “Protetores Bucais Esportivos: tudo o que o Cirurgião-Dentista precisa saber. Confira:

+ Sorrisos Dental Gutierre: Qual a importância da Odontologia no Esporte como nova especialidade?

Dr: Eli Namba: Odontologia do Esporte trabalha com as particularidades e especificidades dos atletas com a intenção de promover, além de saúde bucal adequada, uma melhora no seu rendimento físico. Entendemos que o instrumento de trabalho para um atleta é o seu próprio corpo e o equilíbrio é fundamental para o desenvolvimento de qualquer exercício. Imaginem um atleta com uma infecção do dente do siso antes de uma importante competição, será que o seu rendimento seria o mesmo tendo que realizar um esforço com dor? E se o mesmo atleta, ao procurar um atendimento odontológico, e, no intuito de ajudar, o cirurgião-dentista o medica com uma substância proibida pela sua confederação e ele é pego no exame antidoping? Vários medicamentos utilizados pela odontologia são proibidos pela WADA, instituição responsável pela área do doping esportivo. Começaram a entender que não é tão simples assim. Em determinadas modalidades o consumo de repositores de sais minerais podem desmineralizar nossos dentes e a incidência e o risco da doença cárie aumentam em determinadas populações no esporte.

 + Sorrisos Dental Gutierre:  O Brasil é um país promissor para essa área? Como está o Mercado fora do país?

Dr: Eli Namba: O mercado de trabalho é promissor, visto a grande quantidade de modalidades e esportes praticados tanto de forma recreativa quanto profissional. Desde 1950 a American Dental Association se preocupava com a grande quantidade de traumas que ocorriam no Futebol Americano, em 1983 foi fundada a academia americana de Odontologia Esportiva. Até hoje nos Estados Unidos a Odontologia do Esporte é praticada, é estudada, mas não apresenta um curso de especialidade para a formação profissional. Dentro deste contexto, acredito que nosso país apresenta uma chance ímpar e exponencial de crescimento a favor da área. A Odontologia do Esporte é com toda certeza a área da Odontologia que apresenta a maior relação interdisciplinar de todas já reconhecidas.

+ Sorrisos Dental Gutierre:  Quais os desafios para quem quer se especializar em Odontologia no Esporte?

Dr: Eli Namba: Em uma área nova o maior de todos os desafios com toda certeza é a consolidação científica que embasa a importância do cirurgião dentista no contexto de uma equipe esportiva. O senso crítico e bom senso são fundamentais neste contexto. Quer um exemplo, digite no Google queda de performance e odontologia aparecerá uma pesquisa dizendo que problemas bucais podem diminuir em 21%  o rendimento de um atleta e se for procurar a fundo esta pesquisa, verá que não existe embasamento nenhum e nem uma metodologia adequada para tamanha afirmação.

A Odontologia do Esporte pode sim ajudar muito no rendimento dos nossos atletas e é fundamental em qualquer equipe multidisciplinar. Mais informações podem ser obtidas pelo site da ABROE: www.abroe.com.br

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here