Fique por dentro…

0
254

No Brasil, estão 19% dos dentistas do mundo. O dado é do livro “Perfil Atual e Tendência do Cirurgião-Dentista Brasileiro”

Segundo Maria Celeste Morita, professora da Universidade Estadual de Londrina e uma das autoras do livro, o Brasil é o país com a maior quantidade de profissionais de odontologia do mundo em números absolutos: são 219.575 profissionais cadastrados. “O “Atlas Global de Odontologia”, publicado em 2009 pela Federação Dentária Internacional, estima pouco mais de um milhão de dentistas no mundo. De todos os países incluídos no Atlas, o Brasil é o que tem o maior número de profissionais”, diz Morita.

Mas o recorde em número de dentistas ainda não se reflete no acesso de boa parte da população aos serviços odontológicos. Embora nos últimos anos a odontologia esteja se incluindo de forma mais representativa nas políticas públicas de saúde, ainda há muita desigualdade. A dificuldade de acesso a esse enorme contingente de profissionais é, segundo Ana Estela Haddad – outra autora do livro, explicada por uma soma de fatores. Um deles aparece nos dados levantados para o livro: 59% dos dentistas estão na região Sudeste e três Estados concentram 57% deles – cerca de 33% estão em São Paulo, enquanto Minas Gerais e Rio de Janeiro têm, cada um, aproximadamente 12% dos dentistas.

Além da distribuição regional, Haddad acredita que outros dois fatores expliquem o menor acesso de camadas da população aos serviços odontológicos. “A inserção do dentista nas políticas públicas de saúde é algo recente. Além disso, conforme constatamos no livro, 2/3 dos dentistas trabalham como autônomos, em atendimentos particulares. Isso representa um custo que algumas parcelas da população não podem pagar”, diz Haddad.

 

Alguns outros números interessantes:

  • Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PSN) 2015, realizada pelo IBGE, 55,6% dos brasileiros não se consultam anualmente com o dentista. As recomendações dos dentistas é que a consulta seja feita a cada seis meses.
  • A pesquisa também revelou que entre as pessoas com 18 anos ou mais, 11% perderam todos os dentes, o que corresponde a 16 milhões de pessoas; entre os brasileiros que estão acima dos 60 anos, o índice é de 41,5%. Entre as mulheres, essa porcentagem sobe para 13,3% e, entre os homens, cai para 8,4%.
  • Sobre a escovação, a pesquisa revelou que apenas 53% dos brasileiros escovam os dentes com os três itens fundamentais para uma boa higiene bucal: escova de dente, pasta e fio dental.

 

Fontes: site UOL, da Folha Online

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here