Curiosidades: Saliva.

0
1116

A saliva é um fluído ligeiramente alcalino, transparente e viscoso produzido principalmente pelas glândulas salivares e pelas glândulas bucais menores, mantem a boca e os lábios constantemente umedecidos funcionando, dessa forma, como lubrificante. Participa no processo de digestão e facilita a deglutição dos alimentos.

Suas propriedades são essenciais para a proteção da cavidade bucal, do epitélio gastrointestinal e da orofaringe. Além de umedecer os tecidos moles e duros da cavidade bucal, tem função de destaque no controle da quantidade de água do organismo. Quando o corpo está com falta de água, a boca fica seca, manifestando a sede.

A saliva é produzida pelas glândulas salivares e no processo de mastigação dos alimentos, a quantidade de saliva aumenta, umedecendo, assim, o bolo alimentar facilitando a deglutição e favorecendo a passagem do alimento pelas vias digestivas. Apesar de possuir elevado teor de água (99,42%), a saliva também é composta por  componentes orgânicos e inorgânicos. Os elementos inorgânicos mais importantes são o cloreto, bicarbonato, fosfato, iodeto, fluoreto, sódio, potássio e cálcio. Além desses elementos, na saliva também estão presentes substâncias orgânicas, tais como enzimas, proteínas, glicose e ureia.

A cada minuto se expele aproximadamente 0,5 ml de saliva, a produção de saliva no ser humano varia de um a um litro e meio por dia, durante o sono também produzimos saliva, porém sua produção é mais escassa enquanto dormimos. A saliva desempenha um papel importante na manutenção dos tecidos bucais, exerce um efeito de limpeza arrastando substâncias alimentares e micro-organismos patogênicos que se não fossem removidos, contribuiriam com o surgimento de cáries dentais, infecções e deterioração dos tecidos. Além disso, ela também possui enzimas proteolíticas e anticorpos proteicos que destroem as bactérias bucais.

Quando a quantidade de saliva não é suficiente o mais comum é o paciente apresentar dificuldade para deglutir, ardência gengival, lábios secos, sentir alimentos aderidos ao dente ao final das refeições e a língua com muita saburra. A saburra corresponde ao acúmulo de placa bacteriana na região posterior da língua. Esta placa pode ter coloração esbranquiçada, amarela ou marrom.

A baixa produção de saliva pode ocorrer em diferentes circunstâncias tais como situações de stress, uso de determinados medicamentos como antidepressivos, antihipertensivos e antihistamínicos, alterações hormonais, alterações de glândulas salivares, radioterapia de cabeça e pescoço e diabetes, entre outras doenças sistêmicas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here