Como a odontologia pode nos ajudar a dormir melhor

0
127
Mulheres que dormem acompanhadas acordam menos durante a noite

Ao falarmos de doenças do sono é difícil saber qual profissional procurar. Existem mais de 80 distúrbios do sono registrados, pneumologistas, otorrinolaringologista, neurologistas e psiquiatras podem ser especialistas no assunto.

O ronco é causado pela vibração dos tecidos da garganta (parede posterior da Faringe, dorso da língua, palato mole e úvula), em função da turbulência do ar à medida que as vias aéreas se estreitam Em muitos casos o ronco é sintoma de outros problemas, como a Síndrome da apneia obstrutiva do sono. Cada vez que o cérebro percebe que está ficando sem oxigênio, ele envia uma mensagem para que haja um “pequeno” despertar e a pessoa volte a respirar. Na prática, ela não chega a acordar, mas também não atinge o pico do sono realmente reparador, e as noites mal dormidas são extremamente prejudiciais, tanto em curto quanto em longo prazo.
Trata-se de um problema extremamente comum, atingindo cerca de 40% da população mundial, agravando-se em homens com mais de 30 anos e em mulheres na menopausa, esse problema deve ser tratado com seriedade, pois atinge não apenas a esfera social, mas principalmente a saúde de quem passa por ele.

A apneia do sono é a obstrução das vias aéreas por alguns momentos durante a noite, pela aproximação dos tecidos da garganta, fechando a passagem do ar e impedindo a respiração por alguns segundos, varias vezes por noite.

A primeira ação que uma pessoa que sofre desses distúrbios deve fazer é procurar uma clínica especializada. Além da consulta é provável que o especialista em sono solicite alguns exames, radiografias e também a polissonografia, que consiste na reunião de uma equipe multidisciplinar (neurologistas, psicólogos, ortopedistas e cirurgiões-dentistas) para assistir ao paciente dormindo, a fim de que aquilo que ocorre com ele venha a ser analisado.

O dentista especializado pode ajudar!
No caso da apneia e do ronco, a solução está em simplesmente procurar maneiras para respirar corretamente, evitando-se o fechamento das vias áreas. Existem aparelhos odontológicos intra bucais, feitos de silicone, aço inoxidável e de fácil adaptação, eles são uma ferramenta prática para diminuir as implicações do ronco e a apneia já na sua primeira fase de uso.
Como esta não é uma intervenção invasiva, o risco de má adaptação é muito baixo. Os estudos, feitos antes da confecção do modelo final, levam em consideração a articulação temporomandibular (ATM) do usuário, não havendo o perigo de dor nem de mudanças na dicção ou em sua mordida.

Outras doenças também podem desencadear o ronco. Por isso, é muito importante procurar um time composto por especialistas em diversas áreas para garantir uma noite bem dormida e uma vida saudável.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here