Biossegurança: será que você está realmente informado a respeito disso?

0
130
Young girl looking at her doctor in clinic

Biossegurança é de extrema importância, mas observo que existe uma desinformação e/ou falta de preocupação em relação a essa questão em muitas clinicas e consultórios. Temos que ter em mente que existe sim um risco para nós e para a nossa equipe auxiliar, mas quem realmente é prejudicado com a nossa falta de cuidados com a biossegurança é o nosso paciente. Quando vamos atender um paciente pensamos em restabelecer a sua saúde e não em causar danos. Hoje sabemos que qualquer paciente que se senta em nossa cadeira pode ser portador do vírus HIV. Há um risco de contaminação do paciente HIV positivo para o dentista e sua equipe auxiliar, mas esse risco é baixíssimo, da ordem de 0,3%, pois o vírus morre em poucos segundos nos instrumentais. E se houver contaminação, pode ser revertido com retrovirais que são tomados logo após algum acidente com perfuro cortantes, por exemplo.

Em contrapartida, o risco para esses pacientes de uma contaminação cruzada é extremamente relevante, pois são pacientes que têm baixa imunidade. Conclui-se então, que o medo que muitos dentistas têm de atender esses pacientes, não procede, é ignorância. Temos é que ter medo de transmitir para esses pacientes alguma doença que possa debilitá-los ou até levá-los ao óbito. Temos que ter sempre em mente que o vírus de doenças como Hepatite B e Hepatite C, por exemplo, podem sobreviver até 6 semanas e são doenças assintomáticas. Para a hepatite C ainda não há uma vacina e por ser assintomática, muitas vezes, o paciente quando se dá conta, já está na fila do transplante.

Concluindo, temos que levar em consideração que qualquer pessoa, independente da sua condição física, sócia econômica ou idade, pode ser um portador de uma dessas doenças. Temos que estar atentos a todas as normas de biossegurança e fiscalizar sempre se todo o protocolo está sendo seguido pela nossa equipe auxiliar, para nos proteger e, principalmente, para proteger o nosso paciente.

fotos-3-1

Dra. Cristiane Tavares
CRO: 15761
Graduada em Odontologia em 1988 pela Universidade de São Paulo.

Clinica Geral e Presidente da Associação dos Voluntários do Sorriso.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here