Amamentação e saúde bucal do bebê

0
390

Nos últimos anos, o aleitamento materno tem se colocado em posição de destaque como medida de promoção de saúde, fazendo parte de campanhas nacionais, sendo também incluído como política de saúde.

A importância do aleitamento materno tem sido abordada sob vários aspectos, a seguir veremos sete benefícios que a amamentação traz para a saúde bucal do bebê:

01 – Desenvolve o sistema imunológico do bebê.
02 – Ajuda no desenvolvimento da fala.
03 – Estimula o crescimento e desenvolvimento adequado da musculatura oral.
04 – É importante lembrar que a amamentação é o primeiro exercício da musculatura facial (lábios, língua e bochechas) do recém-nascido, porque o trabalho muscular tem grande importância para o estímulo do crescimento harmônico da face.
05 – A amamentação estimula o desenvolvimento dos maxilares, já que o bebê é obrigado a:
– Manter os lábios firmes ao seio materno para evitar o vazamento do leite, promovendo o fortalecimento da musculatura labial, que é responsável pelo correto fechamento do lábio.
– Usar a língua para deglutir, estimulando o crescimento transversal (largura) do maxilar superior e a maturação da musculatura lingual (evitando problemas na fala e deglutição).
– Levar a mandíbula (arcada inferior) para frente e para trás, repetidamente, para “ordenhar” o seio materno, estimulando o crescimento do maxilar inferior para frente.
– E ainda precisa respirar pelo nariz, ao mesmo tempo. Isso estimula o desenvolvimento da região nasal, garantindo uma passagem mais ampla para o ar, evitando, com isso, amigdalite e pneumonia, entre outras doenças respiratórias.
– Um bom desenvolvimento das vias respiratórias afasta a chance da criança se tornar uma respiradora bucal.
06 – Crianças amamentadas no seio da mãe têm menos chances de desenvolver:
– atresia da maxila (arcada superior estreita)
– mordida aberta (dentes anteriores não se tocam)
– retrusão mandibular (queixo pequeno)
– apinhamento dental (falta de espaço para os dentes)
07- A amamentação no seio prepara o bebê para a mastigação: O bebê, que é aleitado no peito, além de satisfazer suas necessidades nutritivas e afetivas, também recebe um “treinamento” para o segundo reflexo da alimentação, que é a mastigação. Depois que terminar o período de amamentação, o início da mastigação correta continuará a tarefa de exercitar ossos e músculos.

A pratica natural então deve ser incentivada, pois oferece variados benefícios para o bebê, sem contar que eles ficam muito mais tranquilos no seio da mãe!

Fonte : Ortoblog

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here