Acompanhamento odontológico é essencial para pacientes com câncer

0
173

Quimioterapia e radioterapia podem causar problemas na boca que costumam atrapalhar a recuperação

O tratamento contra o câncer pode envolver sessões de quimioterapia e radioterapia, além do transplante de medula óssea. Procedimentos agressivos, que provocam diversos efeitos colaterais, causando incômodos como cansaço extremo, perda de apetite, dificuldade para ingerir alimentos e febre. Além disso, a boca também sofre com os efeitos dos medicamentos, merecendo cuidados redobrados, antes, durante e após as sessões de quimioterapia e de radioterapia.

 

Segundo a Dra. Milena Correia de Pinho, especialista em odontologia oncológica, da Clínica Dr. Giancarlo Odontologia Moderna, o acompanhamento de um dentista, reduz a severidade e a duração de úlceras bucais, comuns em pacientes com câncer. A orientação de buscar um especialista deve ser feita pelo médico responsável pelo paciente, o que muitas vezes, não acontece.

 

Estas infecções e úlceras se tornam uma porta para contaminações, o que retarda a cicatrização, causando dores insuportáveis, má alimentação e baixa qualidade de vida, colocando o paciente, já com baixa imunidade, em maior risco de vida.

 

Este assunto é pouco comentado na mídia, o que faz com que diversas famílias de pacientes com câncer, deixem o tratamento odontológico de lado. Enxergam os problemas na cavidade bucal, como insignificantes, diante da gravidade do câncer. Outras vezes, por falta de condições financeiras, não seguem as orientações e o paciente sofre as consequências.

 

Pesquisas já provaram que, o acompanhamento odontológico antes, durante e após as sessões de quimioterapia e radioterapia, acaba saindo mais em conta, em relação aos gastos com as medicações para tratamento das úlceras bucais.

 

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here